Neuropsicopedagogia no Brasil

A Faculdade Censupeg nasce das mãos de vários educadores com um grande sonho: atribuir cada vez mais qualidade à evolução humana através dos processos educativos. É sabido que, de acordo com Ciasca (2004), 30% a 40% dos escolares nos primeiros anos do ensino fundamental podem apresentar o que chamamos de baixo rendimento escolar (BRE). É um alto índice, e com tantos conhecimentos novos que surgem, com certeza há que se terem maneiras de mudar este quadro.

Com tantos avanços nos conhecimentos sobre o funcionamento do corpo e da mente humana, estas pessoas acreditam que é possível encontrar uma forma de superar e avançar nas questões voltadas à aprendizagem, seja na escola, em faculdades, nos centros de atendimentos, na saúde, educação, ou em qualquer contexto, visando a inclusão como princípio, e desta forma, melhorar a qualidade em educação em todos os centros de ensino.


Assim, associada ao advento das Neurociências, que possui direta relação com a aprendizagem humana, e esta por sua vez mora nos ambientes educacionais, nasce a NEUROPSICOPEDAGOGIA. Ela tem o objetivo de apontar soluções e avançar em todos em sentidos dentro da educação brasileira, considerando as diferenças de cada sujeito, de cada cidadão.

Em 2008, esta ideia é levada para a prática, chegando à formação de profissionais da Educação e Saúde através da constituição da primeira turma do curso de Pós-Graduação em Neuropsicopedagogia no país, ofertada pelo Censupeg. Em 2009, temos os primeiros egressos do curso, e em muito pouco tempo, várias cidades brasileiras também buscaram este curso.

Refinando estudos, agregando pessoas e perspectivas, definiu-se a Neuropsicopedagogia como uma nova ciência, com metodologia transdisciplinar, pautada em Neurociência aplicada à Educação, em interface com a Pedagogia e Psicologia Cognitiva, a qual tem como objeto de estudo formal, a relação entre o funcionamento do sistema nervoso e aprendizagem humana, podendo possibilitar a reintegração pessoal, social e educacional das pessoas. Ela tem foco no fortalecimento em caráter social, mas, para tanto, não poderia deixar de colocá-la lado a lado com o caráter científico. (SBNPp, 2016)

Esta definição é oriunda do grupo de profissionais que, com o apoio do Censupeg, cria a Sociedade Brasileira de Neuropsicopedagogia – SBNPp, no ano de 2014.

Assim, juntamente com o nascimento desta nova ciência, continuamos a avançar no trabalho com a oferta dos cursos de especialização em Pós-Graduação Lato Sensu, e é quando acontece a aquisição de nossa própria Faculdade, em 2014, na cidade de São Fidélis, Rio de Janeiro. Conquistávamos, assim, a Sociedade de Educação, Cultura e Tecnologia São Fidélis (FASFI), o grande sonho de poder fazer ainda mais pela Educação do país, que agora teriam novos direcionamentos.

A Faculdade São Fidélis oportunizou, além da ampliação de nossas atividades no segmento educacional, a implementação cada vez maior do caráter social da Neuropsicopedagogia. Primeiramente, porque através dela foi estruturado um Grupo de Pesquisas e, na cidade onde está situada esta instituição, foi proposto o Projeto Neuropsicopedagogia na Escola, que possibilitou o encontro entre o caráter social e o científico que buscamos durante todo o tempo, através do curso de formação em pós-graduação. A cidade de São Fidélis, através de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e da Faculdade São Fidélis, acolheu este projeto. Em parceria com os nossos docentes oferecemos um curso gratuito para quase 50 professores do município e região, um grande legado deixado pela nossa Instituição.

Muito trabalho e estudos resultaram em grandes conquistas, fazendo parte do nosso pioneirismo em Neuropsicopedagogia. O Grupo de Pesquisas, através deste projeto, comprovou, no meio acadêmico e científico, bem como para sociedade em geral, a eficácia da atuação neuropsicopedagógica.

Nos dias 19 e 20 de agosto de 2016 aconteceu, na cidade de Ribeirão Preto/SP, o Congresso Aprender Criança. O evento é um dos mais importantes do Brasil sobre Neurociências aplicada à Educação. O Grupo de Pesquisas da Faculdade São Fidélis/Grupo Censupeg, através do Coordenador Fabrício Cardoso, inscreveu-se no Prêmio Dica de Mestre, para educadores, com a pesquisa “A IMPORTÂNCIA DA INTERVENÇÃO NEUROPSICOPEDAGÓGICA NO AMBIENTE ESCOLAR PARA CRIANÇAS COM DIFICULDADES NO DESENVOLVIMENTO DA LINGUAGEM”, na edição 2016 deste evento. Participaram do estudo, a vice-coordenadora do Grupo, Dra. Rita M. T. Russo, e as professora Juliana Pinheiro e Angelita Fülle.

Foram selecionados dez trabalhos para serem apresentados no dia do evento, que evidenciassem o trabalho em escolas sobre Neurociências Aplicada à Educação. Dentre esses, a pesquisa supracitada recebeu o primeiro lugar do prêmio. A avaliação foi feita por uma equipe técnica composta por diferentes profissionais da área da saúde e educação.

Em linhas gerais, ela destaca que, através de sessões nas quais foram aplicadas intervenções neuropsicopedagógicas na área da linguagem, resultaram para reintegração educacional e avanços significativos, os quais atingiam cerca de 43%, na aprendizagem de crianças com baixo rendimento escolar (BRE). Destacamos ainda, que crianças sem BRE avançaram nas questões da aprendizagem, com um percentual de aproximadamente 14%, comprovando o caráter inclusivo desta modalidade de intervenção técnica.

Pelo trabalho pioneiro em Neuropsicopedagogia, investimentos em pesquisas de caráter científico feitos nessa área, bem como trabalhos sociais através do Projeto Neuropsicopedagogia na Escola, o Grupo Censupeg foi indicado a concorrer ao Prêmio Mundial de Ciências 2016. No dia 26 de outubro de 2016, na cidade de Havana/Cuba, concorremos na categoria de Instituição Responsável, o que nos define como um centro de estudo com grande responsabilidade social e científica em nosso continente. O Prêmio é outorgado pelo Conselho Mundial de Acadêmicos e Estudantes Universitários – COMAU. Assim, o Presidente do Grupo Censupeg Sandro Albino Albano, recebeu a premiação no Congresso Internacional DOCENCIA 2016, organizado pela Universidade de Ciências Pedagógicas de Cuba ”Enrique José Varona”. Estão registradas nos anais do Congresso a história institucional do Grupo Censupeg na luta pela melhoria da qualidade da Educação Brasileira, colocando a Neuropsicopedagogia como um caminho para esta conquista. Relata a história do instituto, sua ligação com a educação, a importância e significado da aquisição da Faculdade São Fidélis, no Estado do Rio de Janeiro.

O apoio à criação da Sociedade Brasileira de Neuropsicopedagogia – SBNPp, é outra demonstração do apoio da instituição a esta nova ciência. Incentivar o movimento social dos que acreditam e buscam o reconhecimento da profissão de Neuropsicopedagogo, o que denota o comprometimento com a população brasileira. A partir do investimento em pesquisas e produções técnicas e científicas, a Faculdade Censupeg continua avançando e promovendo a Neuropsicopedagogia de norte a sul do pais. A trajetória continua, e muitas outras conquistas através dela, com certeza, ainda virão.