Análise do Comportamento Aplicada (ABA) para TEA – Transtorno do Espectro Autista

Pós-Graduação Presencial

Apresentação

A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que existam no mundo 70 milhões de pessoas diagnosticadas com TEA -Transtorno do Espectro Autista, já no Brasil, a estimativa é de que 2 milhões de pessoas possuam algum grau do transtorno com níveis de comprometimento classificados em graus leve, moderado ou severo, estudos apontam que a transtorno pode atingir uma a cada 100 crianças no país, por este motivo a atuação do Analista de Comportamento é fundamental para atender as demandas geradas pela fragilidade das políticas públicas relacionadas ao amparo deste público.

Há décadas, a Análise do Comportamento produz pesquisas aplicadas que demonstram sua eficácia na intervenção no Transtorno do Espectro Autista. Dessa forma, as práticas em ABA possuem suporte empírico-científico, sendo consideradas práticas baseadas em evidências, o que comprova a efetividade das intervenções. Com o incremento do número de casos diagnosticados, com o diagnóstico precoce e as políticas de inclusão educacional, a demanda por atendimento de qualidade de pessoas com Transtorno do Espectro Autista é expressiva, tanto nas clínicas quanto nas escolas. Portanto, é fundamental que profissionais das áreas da Saúde e da Educação, bem como as famílias estejam preparados, fundamentados e formados para oferecer a essas pessoas, uma intervenção de altíssimo nível.

O curso de Pós-Graduação em Análise do Comportamento Aplicada (ABA) para TEA – Transtorno do Espectro Autista da Faculdade CENSUPEG tem como objetivo instrumentalizar o acadêmico dentro das sete dimensões do ABA: Analítica, Comportamental, Aplicada, Efetiva, Tecnológica, Conceitualmente Sistemática e Generalização, para que o profissional tenha as habilidades fundamentais para conduzir o processo de intervenção, a partir de práticas baseadas em evidências, no contexto de atendimento clínico, domiciliar e escolar. As aulas são ministradas com recursos teóricos e práticos por uma equipe docente altamente qualificada e comprometida com a formação do acadêmico, preparando profissionais para que se tornem referências nas suas áreas de atuação ao oferecer uma intervenção que faça a diferença na vida das pessoas com autismo.

Objetivos do Curso:
* Capacitar, a partir de princípios da Análise do Comportamento Aplicada, profissionais da área da educação e da saúde, técnica e cientificamente, para contribuírem de modo eficaz e ético em sua atuação ao lidar com pessoas com transtorno do espectro autista;
* Oferecer recursos teóricos e práticos para o enfrentamento de diversas situações de prevenção, intervenção e reabilitação de pessoas com TEA, sob a luz da Análise do Comportamento Aplicada.

Público-Alvo:
P
rofissionais graduados e pós-graduados da área da educação e saúde.

Formato do Curso:
As Aulas acontecem aos sábados e domingos, uma vez ao mês, das 8 às 18h.

Algumas aulas do curso




Disciplinas

  • Apresenta as particularidades, déficits e excessos comportamentais comuns em pessoas que convivem com o Transtorno do Espectro Autista.
  • Histórico e evolução da Análise do Comportamento Aplicada. O que é ABA? Eficácia da intervenção ABA para pessoas com TEA. Perspectivas da ABA no Brasil.
  • Aborda conceitos de comportamento reflexo e operante, condicionamento, reforçamento, extinção e punição. Relevante para que o aluno entre em contato com o vocabulário característico da área e com os princípios de aprendizagem.
  • Aplicação dos conceitos trabalhados por meio por meio de atividades específicas, visando a consolidação do conteúdo.
  • Discute sobre esquemas de reforçamento, reforço diferencial, discriminação e generalização de estímulos e de respostas, bem como modelagem, incitação e transferência de controle de estímulos e encadeamento de respostas.
  • Aplicação dos conceitos trabalhados por meio de atividades específicas, visando a consolidação do conteúdo.
  • Conceitos e práticas na análise do comportamento verbal aplicada, especificando o processo do ensino de habilidades verbais, destacando sua aquisição, manutenção e variáveis de controle, bem como de seus pré- requisitos.
  • O aluno terá a oportunidade de aprofundar os conhecimentos sobre cada operante verbal e de praticar os conceitos apresentados.
  • Trata de conceitos referentes à avaliação direta e indireta, definição do comportamento-alvo, registros e escolha dos métodos e instrumentos. Representação gráfica de dados comportamentais, diferentes procedimentos de registro.
  • Por meio de estudos de caso, o aluno terá a oportunidade aprender como realizar uma análise funcional de comportamento e aplicar tal procedimento por meio de atividade prática.
  • Avaliação comportamental e suas especificidades; Instrumentos de avaliação, vigilância e rastreio; técnicas e estratégias para a identificação e uso de potenciais reforçadores para intervenções comportamentais; Elaboração de relatórios de avaliação.
  • Considerações importantes na elaboração de um programa para modificação de comportamentos. Como preparar um programa individualizado, bem como seus respectivos protocolos de registro. Planejamento de manutenção e generalização de comportamentos.
  • Estabelece aspectos importantes para facilitar adaptação de pessoas com TEA dentro do contexto escolar, bem como aborda questões referentes a este ambiente, com foco no controle de estímulos para inclusão escolar.
  • Apresenta estratégias para elaboração de um plano de desenvolvimento individual para crianças com TEA, com foco na adaptação dos conteúdos do programa de ensino.
  • Apresenta técnicas e estratégias da Análise do Comportamento Aplicada, com foco no controle de antecedentes e consequências para modificação de comportamento. Atividade prática de aplicação da teoria.
  • O aluno aprenderá a identificar qual procedimento utilizar em determinados casos, por meio de atividades específicas, os procedimentos de: Reforço Diferencial de comportamento alternativo, reforço diferencial de outro comportamento, reforço diferencial de baixa taxa de respostas.
  • Aplicabilidade dos conceitos de: Regras e metas; Modelação, orientação física e incentivo situacional; e motivação, com foco no manejo comportamental.
  • Componentes de um procedimento de treinamento de habilidades comportamentais, generalização do treinamento, avaliação e treinamento in situ, a contingência de três termos, procedimento em grupo e aplicações.
  • O aluno poderá aplicar os procedimentos de treinamento de habilidades comportamentais na prática.
  • Oferece a oportunidade de reflexão e discussão de aspectos referentes à ética e conduta de um profissional em sua prática em análise do comportamento aplicada. Será estudado e discutido o código de Ética do Analista do comportamento. Serão debatidos estudos de caso.
  • Discute concepções de aprendizagens e sua relação com as Neurociências, mostrando qual o papel do aluno e do professor neste processo. Estuda a definição e concepção das Metodologias Ativas de Aprendizagem, bem como técnicas que podem ser práticas trabalhados no Ensino Superior, utilizando desde a tecnologia até aos diferentes recursos educacionais.
  • Ciência e produção do conhecimento. Conceitos e concepções de pesquisa. A pesquisa como princípio científico. Pesquisa: abordagem quantitativa e qualitativa. Método e metodologia. Métodos de pesquisa em tradução e interpretação de língua de sinais. A capacidade de comunicar a pesquisa a partir da escrita científica.
  • O aluno terá oportunidade de ser supervisionado em atendimentos por meio de vídeo conferência, com foco no aprimoramento da prática de aplicador, visando aproveitamento dos conceitos e técnicas aprendidos durante o curso. As supervisões poderão ser individuais ou em grupo, ocasião na qual serão requisitadas do aluno atividades e leituras específicas, com intuito de fomentar o aprimoramento das técnicas e a autonomia dos especialistas.
  • O lugar do Sujeito que pesquisa. O planejamento e a reflexão do que sabemos e não sabemos. As tendências educacionais em tradução e interpretação de línguas de sinais. A avaliação. O que é? Diretrizes contemporâneas. O olhar do formador de tradutores sobre o processo de aprendizagem de tradução. A estrutura de um trabalho de graduação interdisciplinar, artigos científicos e relatórios de acordo com a ABNT (NBR 14724). Três partes fundamentais: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais.

(*) Estas disciplinas acontecem pautadas na Metodologias Inovadoras de Aprendizagem e são oferecidas no AVA – Ambiente Virtual de Aprendizagem acadêmico.

(**) O Módulo opcional estará disponível no portal do acadêmico, mediante rematrícula no curso e aceite em Contrato de Prestação de Serviços com valores adicionais.

Diferenciais

  • Aulas presenciais com as maiores referências na área.

  • Seu certificado emitido pela Faculdade que é nota MÁXIMA (5) no MEC.

  • Corpo docente de diferentes regiões do Brasil composto por mestres e doutores em sua maioria.

  • Curso com a qualidade CENSUPEG, instituição reconhecida por ter uma das maiores e melhores estruturas de pós-graduação na modalidade presencial do Brasil.


Supervisor Técnico


Prof. Esp. Leandro Augusto de Morais

Neuropsicólogo especialista Análise do Comportamento Aplicada e Educação Especial. Pós-Graduando em Gestão, Inovação e Serviços em Saúde. Atuou como Acompanhante Terapêutico pelo Núcleo Paradigma (2010 – 2012), Foi monitor em salas de estimulação comportamental (2005 – 2009), Orientador Comportamental (2010 – 2011) e coordenador de Equipe Interdisciplinar na Escola Crerser de Educação Especial (2013 – 2021). Diretor e Fundador do Núcleo de Consultoria Educacional Inclusiva, atua como supervisor técnico da equipe de intervenção comportamental da Associação Integra no TEA – São Sebastião – SP, além da direção técnica do NCEI clínica e consultoria. Ministra cursos e treinamentos em análise do comportamento aplicada desde 2013 com foco em ensino de habilidades e manejo de comportamento problema em crianças com autismo.