Censupeg há 3 meses
Tempo de leitura: 06min 12sec #Educação

Conheça a metodologia que favorece o protagonismo, autonomia e criatividade.

Se você já conversou com alguém que concluiu a graduação recentemente, deve ter percebido que ao final desta etapa da jornada acadêmica inicia-se o desafio do ingresso no mercado de trabalho, um momento considerado como divisor de águas na carreira profissional.

Eis que chegam então os desafios do mundo real.

Para muitos a jornada acadêmica termina aí, antes do início da atuação profissional, por diversos motivos que competem à seletividade do mercado de trabalho e ao perfil do profissional, assim se forma a estatística das pessoas graduadas que não atuam em sua área de trabalho no Brasil.

Triste, não é mesmo? Como podemos evitar o crescimento desta estatística?

Sem dúvidas, a escolha por uma instituição de ensino com uma metodologia que ofereça o desenvolvimento de competências adequadas para os desafios profissionais, é um dos caminhos.

As instituições de ensino que fazem uso de uma metodologia baseada em projetos incentivam os acadêmicos com o propósito de integrar diferentes conhecimentos, além do estímulo da solução para problemas reais com protagonismo, autonomia e criatividade.

Uma metodologia onde estudantes não só desenvolvem competências, como constroem seus conhecimentos e trabalham de maneira colaborativa.

Em se tratando de colaboração, o uso de projetos dentro e fora da sala de aula para o desenvolvimento dessa competência é uma das principais estratégias que devem ser aplicadas para o real engajamento dos alunos e ela se desenvolve de maneira muito especial quando trabalhadas em grupo.

A aquisição de competências relacionais, como empatia, habilidade de lidar com o outro, ou seja, altruísmo, solidariedade, paciência, inteligência emocional são resultados de um bom projeto construído em equipe, por isso é fundamental que tais competências sejam desenvolvidas na sala de aula, durante a jornada acadêmica do aluno, na Faculdade.

Sim, é possível criar experiências em sala de aula mais envolventes, duradouras e que geram, de fato, impactos positivos na vida dos estudantes, deixando-os preparados às necessidades do mercado atual.

Portanto, faz sentido afirmar que essa revolução na educação é a essência da metodologia da CENSUPEG, que uma vez aplicada, o estudante vivencia a experiência de deixar o papel de receptor passivo de conteúdo, passando para o de agente ativo de aprendizado, elevando ainda mais sua capacidade emocional e social.

Aqui, na Faculdade CENSUPEG, os acadêmicos entram em ação em diversos projetos desenvolvidos durante o curso, confira:


Projeto Ambiente Jovem Parceria. Unidade São Fidélis/RJ.

Projeto visa fortalecer ações de prevenção e conscientização das estratégias de proteção do ecossistema local da cidade de São Fidélis/RJ.


Conscientização da Saúde Masculina. Unidade São Fidélis/RJ.

Acadêmicos da Unidade São Fidélis no Rio de Janeiro, lançam ação comercial em parceria com os professores da unidade.


PIPA, (Projeto Inovador Profissional de Aprendizagem) - Unidade Guarapuava/PR

Acadêmicas do curso de Recursos Humanos, iniciando o PIPA - Projeto Inovador Profissional de Aprendizagem, se desafiam no incentivo à graduação para funcionários do grupo de restaurantes Madero da região de Guarapuava.

Autora:
Isabela Villaça
Analista de Marketing

Você também vai gostar:

Você já viu uma formatura Drive-Thru?

há 1 ano

Coronavírus – Principais dúvidas, mitos e verdades sobre o c...

há 1 ano

O melhor momento para estudar contabilidade é agora!

há 1 ano

Grupo de Pesquisas da Faculdade Censupeg cria software para...

há 1 ano

Como está o mercado e qual o salário de um enfermeiro?

há 1 ano

Gostou do conteúdo?

Saiba mais em nossas redes sociais